quarta-feira, 23 de agosto de 2017

REUNIÃO SOBRE O RECADASTRAMENTO DO E-SUS MOVIMENTA O DISTRITO SANITÁRIO LIBERDADE

Aconteceu na manhã da última segunda-feira (22), uma reunião no Distrito Liberdade com os agentes comunitários da região, para tratar do recadastramento do E-SUS. O encontro foi presidido por Paulo Cerqueira, diretor do Sindseps e também da Ademacen.

Paulo Cerqueira (camisa rosa), esteve à frente da reunião com os ACS's do Distrito Liberdade 

O E-SUS é um sistema de cadastramento indivídual ou coletivo (por família), feito pelo Agente Comunitário de Saúde, com o objetivo de alimentar a base de dados do SESAB (Secretária de Saúde da Bahia). Cada agente de saúde é responsável por cadastrar 1.575 fichas E-SUS.

Ano passado, no dia 16 de Dezembro, o Ministério da saúde publicou um decreto (Decreto 632/2016), onde estabelece um prazo para que todos os ACS's realizem o recadastramento das fichas E-SUS da localidade onde o mesmo é lotado



Diante de tamanho alvoroço, e até mesmo "pânico" por parte dos agentes comunitários de saúde por conta dessa determinação da MS; Paulo Cerqueira decidiu reuni-los para alertar sobre uma flexibilidade que há no decreto que fala sobre a violência. Caso haja casos de violência na localidade onde o agente de saúde estiver realizando o recadastramento, e isso dificulte o trabalho; basta o ACS's fazer um ofício comunicando o fato. Tal ofício deve ser escrito em duas vias, sendo que uma fica em posse do próprio agente, e outro deve ter como destino o Distrito Sanitário onde o Agente Comunitário é lotado, ou então a própria Secretaria de Saúde do Município. 


Segundo Paulo Cerqueira, tanto o setor jurídico da Ademacen, quanto o do Sindseps já foram contactados, e será criado um modelo de ofício para facilitar a comunicação dos agentes comunitários com a secretária de saúde, caso ocorra situação de violência que impeça o desenvolvimento do  trabalho na localidade onde esteja sendo realizado o recadastramento; evitando assim que o servidor responda um processo administrativo. 

Por Lázaro Costa / Diretor de Comunicação da Ademacen 

terça-feira, 22 de agosto de 2017

SAÚDE AMPLIA VACINAÇÃO DE HPV PARA HOMENS E MULHERES ATÉ 26 ANOS

Homens e mulheres, entre 15 e 26 anos, também poderão receber a vacina de HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A medida tem caráter temporário e foi aprovada nesta quinta-feira (17), em Brasília (DF), durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), composta por representantes do governo federal, estados e municípios. A iniciativa, válida a partir desta sexta-feira (18), será para os municípios que ainda tenham vacinas em estoque, com prazo de validade até setembro de 2017. Com o fim dos estoques a vencer, a orientação do Ministério da Saúde é que a vacina continue sendo administrada apenas no público-alvo (9 a 15 anos).


A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou ao CORREIO que na Bahia não há vacinas com vencimento este ano. Nesse caso, apenas garotos e garotas baianos, de 9 a 15 anos, podem tomar a vacina que estão disponibilizadas nos postos de saúde dos municípios.

A iniciativa tem como objetivo evitar um possível desperdício de doses que permaneçam nos estoques dos municípios. “Temos realizado, anualmente, campanhas de divulgação na mídia sobre a importância da vacina HPV e vários materiais educativos foram elaborados com esse objetivo. Apesar de todos esses esforços, no entanto, as coberturas vacinais continuam abaixo da meta preconizada de 80%. Isso se dá porque a vacinação na adolescência tem uma série de dificuldades, como a resistência desse grupo etário de buscar uma unidade de saúde, especialmente para vacinar-se e o baixo conhecimento sobre a importância da vacinação”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Fonte: Correio 24 Horas

terça-feira, 15 de agosto de 2017

AGENTES DE SAÚDE DE CANDEIAS GANHAM AÇÃO JUDICIAL CONTRA A PREFEITURA

Após irregularidades na prefeitura de Candeias; os agentes de combate as endemias do município, representados pela ADEMACEN através do presidente Fabrízio Oliveira, juntamente com o coordenador geral da entidade na Cidade, Ernandes França,  e com o o advogado da associação, Dr. Adaílton; entraram com uma ação judicial contra a prefeitura, solicitando vale transporte, terço de férias e multa rescisória, pelo qual tinham direito após a mudança de regime de trabalho que passou de celetista para estatutário.

Fabrizio Oliveira, presidente da Ademacen sempre em defesa dos agentes de Saúde da cidade de Candeias

A prefeitura de Candeias foi derrotada no julgamento da ação realizada no fórum da cidade; recorreu, houve novo julgamento dessa vez em Salvador, onde novamente foram derrotados, através de uma decisão bastante lúcida e consciente do desembargador Luís Tadeu, do Tribunal Regional do trabalho da 5° região.

Dr Pitágoras, prefeito de Candeias, foi derrotado no julgamento movido pelos agentes de saúde através da Ademacen 

Os juízes responsáveis pelo julgamento, tanto em Candeias como em Salvador, fizeram uso de toda sua competência, e decretaram a ação favorável para os agentes de saúde do município. Agentes estes que  vem lutando contra uma gestão arbitrária e totalmente descompromissada com os servidores públicos da cidade, principalmente os que atuam na área da saúde.

Ernandes França (camisa de listras), Coordenador da Ademacen em Candeias, sempre na luta em prol dos agentes de saúde do município. Na esquerda o advogado, Dr Adailton, peça importante na conquista dos direitos dos agentes de saúde de Candeias.

Lembrando que os ACE já tem quatro meses com as atividades paradas por falta de EPI, algo que relatamos em uma matéria que divulgamos mês passado aqui nesse blog  (Clique aqui e veja) 

Em contato com o advogado da Ademacen, Dr Adailton, o mesmo nos informou que após a decisão ter sido promulgada pela justiça, a prefeitura de Candeias agora tem um prazo de 48 horas após ter sido notificada do veredicto, para começar a efetuar os pagamentos.

Procuramos a prefeitura de Candeias para saber a sua posição diante dos fatos, e até a conclusão dessa matéria não obtivemos resposta.

Por Lázaro Costa / Diretor de comunicação da Ademacen 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

NOVA DIRETORIA DO SINDSEPS TOMOU POSSE HOJE Á TARDE

A nova diretoria do Sindseps, vencedora da ultima eleição do sindicato, tomou posse hoje á tarde (03).

Momento da cerimônia 

Estiveram presentes na posse; as deputadas Fabíola Mansur e Olivia Santana, o presidente dos sindicatos dos bancários Augusto Vasconcelos, a diretoria do Sindacs-Ba, além de outros convidados.

Paulo Cerqueira assinando o termo de posse

Na oportunidade, o diretor da Ademacen Paulo Cerqueira, assinou o termo de posse, e se tornou oficialmente diretor do Sindicato dos Servidores públicos de Salvador.

Por Lazaro Costa / Diretor de Comunicação da Ademacen 

ABSURDO: SERVIDORES PÚBLICO DE CANDEIAS ESTÃO SEM RECEBER 1/3 DO ADICIONAL DE FÉRIAS

A Prefeitura de Candeias não vem pagando o terço de férias aos servidores do município; essa situação já existe desde a gestão do antigo prefeito de Candeias, Sargento Francisco; e o atual prefeito, Dr. Pitágoras, vem mantendo o mesmos costumes, desrespeitando assim os agentes de saúde e demais funcionários públicos da cidade.


A lei 5.452, nos artigos 143, 144 e 145 da constituição, através da CLT, informa que o pagamento do terço de férias tem que ser pago dois dias antes do funcionário sair de férias; já a Lei Orgânica do Muncipio de Candeias na Seção VI, subseção 2, diz que todos os servidores tem direito ao 1/3 de férias, menos aqueles que trabalham por cargo comissionado.

A ADEMACEN já entrou com medidas judiciais para que esse problema seja resolvido.

Por Lazaro Costa / Diretor de Comunicação da Ademacen